Capa-OMelhordeMim

(Resenha) Nicholas Sparks – O melhor de mim

Sinopse: Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam.

Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável.

Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois.

Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre.

Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo – e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.

O_MELHOR_DE_MIM_1330468426BResenha  

Título: O melhor de mim                                                                    Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro    
Nº de Páginas: 270

 

 

 

ESTRELA3

 

A trama conta a história de Amanda e Dawson, um amor lindo e intenso demais invadiu o coração destes dois jovens, porém não quis o destino que eles ficassem juntos.

A família de Amanda não aceita o relacionamento dela com Dawson, por ele pertencer a uma família de criminosos e ela a uma família bem quista na sociedade da pequena cidade de Orion.

Dawson acaba se afastando de Amanda para que ela siga seu destino, pois ele nada tem a oferecê-la, a não ser seu amor.

Vinte e cinco anos depois, Amanda e Dawson recebem um telefonema avisando da morte de Tuck, velho amigo do casal que tanto apoio o romance dos dois às escondidas da família de Amanda. O advogado de Tuck pede que eles compareçam ao velório e diz que precisa entregar cartas deixadas por Tuck para eles.

Amanda refez sua vida, casou-se e tem três filhos, mas Dawson não teve mais ninguém depois de Amanda e depois de tanto tempo os dois irão se reencontrar e será que dessa vez eles terão coragem de enfrentar tudo e todos e viver esse grande amor?

“Uma coisa era saber que o que sentia por Amanda não tinha mudado. Outra, totalmente diferente, era encarar o futuro tendo a certeza que jamais mudaria.”

A leitura foi ótima, me emocionei em muitas partes, mas ao chegar ao final que me decepcionou bastante. Não é a primeira vez que leio Nicholas Sparks então já estou acostumada com seu estilo de escrita, mas esse final ficou entalado na minha garganta, cheio de coincidências quase que impossíveis de acontecer na vida real, bem típico de dramas de novelas globais. O filme estréia no final do mês, li o livro por causa do filme e demorei bastante para vê-lo e tive a mesma sensação com o livro pois a adaptação ficou bem fiel, tinha esperanças que mudassem o final do livro, mas não aconteceu.

Como eu sempre friso, o fato de eu não ter gostado não quer dizer que você não possa gostar, conheço amigas que amaram o final e outras que concordaram comigo, não pude expor todos os motivos que não gostei do final para não soltar spoiler, mas tentei relatar alguma coisa. Foi uma boa leitura, um bom livro que merecia um final melhor.

Se você já leu me conte o que achou aqui nos comentários que irei adorar saber.

escrito por Danielle Peçanha

Danielle Peçanha

33 anos, casada, livros fazem parte da sua rotina. Também ama música, filmes, seriados e estar com a família e amigos.

Deixe um comentário