Te-Indico1-820x312

(Te Indico) 10 melhores leituras do ano

Olá pessoal,

Gostaria de dividir com vocês os 10 livros que mais gostei de ter lido em 2015. Eles estão na ordem em que foram lidos e não por ordem de preferência, até porque amei tanto todos eles que não consegui escolher. Espero que gostem de minhas escolhas e que eu consiga inspirá-los a ler algum deles.

1. O Chamado do Monstro (Patrick Ness)

O Chamado do Monstro

Conor é um menino de 13 anos que sofre bullying na escola e não consegue lhe dar muito bem com isso, sua mãe está em tratamento de uma grave doença e seu pai mora em outro país com outa família. Ele sempre tem o mesmo pesadelo com um monstro enorme que seria o Teixo do seu quintal, o pesadelo nunca se conclui, até que um dia o monstro se materializa no seu quarto e o faz uma proposta, o monstro contará 3 histórias e Conor terá que contar a quarta, sendo que ela tem ser “a verdade”, no qual Conor será o protagonista. Conor não teme o monstro, mas teme a verdade que ele quer saber.

“Nem sempre há um bonzinho. Nem sempre há um vilão. A maior parte das pessoas fica entre um e outro.”

2. Lua de Larvas (Sally Gardner)

Lua de Larvas

Lua de Larvas é um livro distópico, se passa em 1956 em um mundo pós-guerra, narrado em primeira pessoa por um jovem dislexo de 15 anos, chamado Standish Treadwell. O livro aborda bullying em um primeiro momento, porém o livro é muito mais do que isso, aborda teoria de conspiração e um regime totalitarista, lembra um pouco o universo do livro 1984. Nitidamente é percebido pelo leitor que autora está abordando mais ou menos como seria se a Alemanha tivesse ganhado a segunda guerra mundial, tamanha semelhança como os nazistas tratavam os judeus. O livro possui capítulos curtos e uma historinha paralela em desenhos que o leitor deve prestar atenção e acompanhar, no final fará todo o sentido, sem contar todos os termos peculiares usados e cheio de metáforas.

“Uma vez que você é apagado, você nunca existiu.”

3. Caixa de Pássaros (Josh Malerman)

Caixa de Pássaros

Depois desse livro Apocalipse Zumbi parece brincadeira de criança, pois em um apocalipse zumbi você sabe com o que está lidando e como destruir a criatura que te ameça, em caixa de pássaros as pessoas tem que lhe dar com o desconhecido, e se virem as criaturas que as ameaçam elas surtam e se suicidam, como enfrentar isso se as pessoas devem estar às cegas??? Isso mesmo, as criaturas não fazem mal a ninguém exceto se for vista, causando loucura seguida de suicídio. Então, quando o surto começou a acontecer repitas vezes em vários lugares do mundo as pessoas começaram a ver que algo muito sério estava acontecendo e tiveram que se isolar em casa, cobrir suas janelas para não ver o que tem do lado de fora e ainda vendar os olhos para sair em busca de água e comida, tomando cuidado para as criaturas não entrarem em casa, mantendo tudo fechado. Somente protegidas dentro de suas casas que as pessoas tiravam as vendas e conseguiam relaxar.

“Nos últimos quatro anos, ela serviu como armadura, protegendo as crianças não do que poderia vê-las, mas do que elas poderiam ver.”

4. Minha irmã mora numa prateleira (Annabel Pitcher)

Minha irmã mora numa prateleira

Imaginava que fosse encontrar um livro cheio de drama onde um irmão estava sofrendo a perda da irmã, mas deparei com algo totalmente diferente, uma narrativa do ponto de vista de Jamie que tem dez anos de idade e ele tinha apenas cinco anos quando sua irmã mais velha Rose morreu em um atentando terrorista em Londres. Rose e Jas eram irmãs gêmeas e quando Rose morreu elas tinham apenas dez anos.
Pelo fato de Jamie ser muito pequeno quando sua irmã faleceu, ele não se lembra direito e acaba não sentindo falta nenhuma dela e não entende o motivo de sua família estar se despedaçando, e a família não entende o quanto ele consegue ser tão indiferente com a morte da irmã. Um fato curioso é que Jamie não consegue chorar desde que Rose morreu, o que provavelmente é algum tipo de trauma.

“Às vezes quando acordo esqueço que ela foi embora e aí lembro e meu coração desaba, tipo quando você erra um degrau e tropeça no meio-fio.”

5. O mundo de Sofia (Jostein Gaarder)

O Mundo de Sofia

A trama gira em trono da protagonista Sofia, uma menina de 14 anos que um belo dia se depara com dois envelopes na sua caixa de correio, um era para ela refletir sobre a origem do mundo e da vida e o outro era um cartão-postal destinado a Hilde, que Sofia nem imaginava quem poderia ser. Sofia passa a receber frequentemente bilhetes e logo eles viram um curso de filosofia que são enviados por um misterioso homem chamado Alberto Knox. Sofia fascinada ao descobrir esse maravilhoso mundo da filosofia. Os cartões postais para Hilde também não param de chegar, dando um ar de suspense à trama. Sofia descobre que a tal Hilde faz aniversário no mesmo dia que ela e que também fará 15 anos, através dos cartões postais enviados pelo seu pai que está na guerra.

“Os que questionam são sempre os mais perigosos. Responder não é perigoso. Uma única pergunta pode ser mais explosiva do que mil respostas.”

6. Para sempre Alice (Lisa Genova)

Para sempre Alice

O livro conta a história de Alice, uma mulher de 50 anos, professora na conceituada faculdade de Haward, que foi diagnosticada com Alzheimer precoce. A trama inicia desde suas primeiras falhas de memória consideradas “normais” até o ápice, onde ela mesma consegue enxergar que tem algo de muito errado acontecendo com ela, mas em momento algum ela imaginou que poderia ser mal de Alzheimer.

“Não suporto a ideia de um dia olhar para você, para esse rosto que eu amo, e não saber quem você é.”

7. Supernova – A estrela dos mortos – Livro 2 (Renan Carvalho)

Supernova - A estrela dos mortos

Neste segundo volume da série Supernova o leitor é apresentado a novos personagens e uma nova ambientação fora dos muros de Acigam. A primeira parte é narrada por Tlavi, que é a estrela da cura. Tlavi foi mandada para Cidade de Cimérium investigar as várias mortes que estão ocorrendo no local com os trabalhadores das minas e acaba descobrindo que algo muito mais sério está contorcendo do que uma simples epidemia e ela terá que lutar contra forças das trevas.

“Loucura é um estado relativo. Os maiores revolucionários de nosso mundo também foram considerados loucos em algum momento.”

9. O garoto quase atropelado (Vinicius Grossos)

O Garoto Quase Atropelado

O livro conta a estória de um jovem que após um acontecimento muito traumático em sua vida não consegue seguir em frente e se isola dentro de casa e encontrando nos livros um refúgio que as pessoas não podem lhe dar. Sua mãe e seu irmão fazem de tudo para que ele siga em frente, mas é realmente muito difícil. Sua psicóloga sugeriu que ele escrevesse por um mês um diário para que ele possa desabafar através de palavras tudo que lhe aflige. E através desse diário iremos acompanhar por 30 dias a vida desse jovem. Propositalmente o autor do livro não dá nome ao dono do diário, porque esse jovem pode ser qualquer um de nós.

“Aprendi que só é possível sofrer menos quando a gente aceita a dor, aceita falar sobre ela. Senão, é como se a gente tentasse apagar uma morte matando uma pessoa duas vezes. E isso faz doer mais e para sempre.”

 

9. Fragmentados (Neal Shusterman)

Fragmentados

O livro é uma distopia que se passa em futuro após uma grande guerra civil onde tínhamos o Pró-Vida (contra o aborto) de um lado e o Pró-Escolha (a favor do aborto) do outro, e para que a guerra tivesse um fim A Lei da Vida foi criada. Na Lei da Vida, nenhuma vida pode ser tocada antes dos 13 anos de idade, porém os pais podem decidir enviar seus filhos para fragmentação entre 13 e 18 anos. E a fragmentação seria nada menos que abortar seu filho, mas de uma forma com que ele continuará tecnicamente vivo, tendo todas as partes de seu corpo usadas em transplantes para salvar outras vidas.

“Só porque a lei diz, também não faz com que seja falso. Só é a lei porque um monte de gente pensou nisso e decidiu que faria sentido. ”

10. Os 13 porquês (Jay Asher)

OS_13_PORQUES_1370299464BClay Rensen recebe pelo correio uma misteriosa caixa sem remetente, ao abrir a caixa ele encontra 7 fitas cassetes numeradas a cada lado de 1 a 13, então ele lembra que na garagem tem um rádio antigo onde ele poderá ouvir as fitas. Ao tocar a primeira fita ele descobre que ela foi gravada por Hannah Backer, uma jovem do colégio que se suicidou há algumas semanas. Hannah menciona que a fita contém 13 motivos pelo qual a levou cometer suicídio, ela diz que 13 pessoas receberão as fitas, quem receber deve ouvir tudo até o final e depois repassar as fitas para a próxima pessoa da lista, caso não façam ela deixa uma ameaça que as fitas virão a público de uma maneira bem escandalosa.

“Ninguém sabe ao certo quanto impacto tem na vida dos outros. Muitas vezes não temos noção. Mas forçamos a barra do mesmo jeito.”

escrito por Danielle Peçanha

Danielle Peçanha

33 anos, casada, livros fazem parte da sua rotina. Também ama música, filmes, seriados e estar com a família e amigos.

23 comentários sobre “(Te Indico) 10 melhores leituras do ano

  1. Olivia says:
    avatar

    Olá

    Gostei da lista, nunca li nenhum dos livros que você citou, alguns minha vontade de ler só aumentou como no caso de Fragmentados quero muito ler, tomara que em 2016 sejam tão ou até melhores que essas.

    Bjss

  2. Maria Clara Vieira says:
    avatar

    Oi Danielle! Tudo bem?
    Caramba, dessa listinha de indicações que eu conheça ou já tenha visto nas livrarias da minha cidade, só O mundo de Sofia, que nunca li, mas já tive amigas que leram e se emocionaram com a história. Caixa de Pássaros, porém, vi de longe. E Para Sempre Alice, que apesar de não ter lido, eu assisti a adaptação em DVD, chorei do inicio ao final, linda a história!

    Estou com alguns livros novinhos em casa ainda para ler, mas quem sabe um dia eu tenha a oportunidade de ler um desses que está indicando.
    Parabéns pelo blog!
    Beijos, Maria Clara Vieira
    nasnuvenscmc.blogspot.com.br

  3. Lumartinho says:
    avatar

    Oi Danielle!
    Eu Li Caixa de pássaros, mas pra mim não foi aquele WOW que tava sendo pra todo mundo, na verdade achei bem fraco T_T
    Agora, Fragmentados eu achei muito bom. Achei que o autor conseguiu levar bem a história sem deixar buracos, apaixonei pela obra!
    Os outros livros eu ainda não li, mas pretendo ler Supernova em breve *—*
    Adorei suas indicações!
    Beijos

    LuMartinho | Face

  4. Jéssica Figueiredo says:
    avatar

    Olá, tudo bom?
    Eu tenho aqui O Mundo de Sofia 😀 Ganhei de presente e espero lê-lo esse ano. Eu li Fragmentados e gostei bastante <3
    Acho que Caixas de Pássaros foi um dos melhores livros lançados em 2015 para muitas pessoas, eu ainda quero ler 😀
    Fiquei muito interessada em Lua de Larvas 😀
    bjs
    http://www.horadaleitur.blogspot.com.br

  5. Julia Rios says:
    avatar

    Eu li Caixa de Pássaros, mas confesso que fiquei decepcionada no final. Tipo, fica muito vago. O autor conseguir escrever um belo suspense, mas não soube terminar o livro. Quanto os outros, tenho interesse no de Sofia, parece ser muito bom. Beijos

  6. Roberta Ferreira (Estante da Rob) says:
    avatar

    Olá, tudo bom?
    Preciso voltar para a blogosfera urgentemente, sério. Como assim ainda não conhecia o seu blog? Dos livros citados li metade e concordo deles estarem na sua lista. Sério. Principalmente “A Estrela dos Mortos”, Renan é um amor e são livros que indico para os meus alunos. Li “O Mundo de Sofia” para a faculdade, mas não lembro muito bem dele. Preciso reler. Mas o autor escreve muito bem. Adorei as indicações.

  7. Lilian Farias says:
    avatar

    O Chamado do Monstro (Patrick Ness) e Lua de Larvas (Sally Gardner), não conhecia e fiquei curiosa. O Mundo de Sofia, li há alguns anos e achei legal, mesmo com algumas informações erradas, o livro é bom.

  8. Gaby Marques says:
    avatar

    Minha Irmã Mora Numa Prateleira foi um dos livros mais lindos que já li na vida <3 Simples e perfeito. Fragmentados também foi uma das melhores leituras que fiz em 2015!!! Genial.
    Quero muito ler Caixa de Pássaros e a serie Supernova esse ano :)
    Gostei da lista!
    Beijos

  9. Strange (@RunJasonRun) says:
    avatar

    Dos seus livros eu não li nenhum, mas eu comprei ‘Para Sempre Alice’ na Black Friday, e de tanto ver ‘Fragmentados’ nas listas de melhores do ano, acabei por colocar ele na lista de livros que pretendo ler ainda esse ano.
    xoxo

    planeta94.blogspot.com.br

  10. Gabrielle Garcia says:
    avatar

    Se eu te falar que sua lista me causou arrepios, você acreditaria? Já me falaram desse Lua de Larvas, dizem que é maravilhoso mesmo.
    O Chamado do monstro parece ser muito bom também!
    Adorei.
    Beijos,
    Gabrielle Garcia – Blog ABCD dos Livros

  11. katherslynne says:
    avatar

    Oiee
    Vou te confessar, dessa sua lista, o único que já conhecia era O Mundo de Sofia, mas nem ele eu li kkkk. Mas só pra tirar a dúvida, quais são os gêneros literários que você mais curte?
    Beijos

  12. Mariana - Blog Panda Vermelho says:
    avatar

    Desde que vi o book trailer de Fragmentados, sou louca nesse livro, preciso ler ele. Os livros 1, 4, 6 e 7 eu nunca tinha ouvido falar. Acho que existem inúmeros “garotos quase atropelados” por ai e livros são sempre o melhor refúgio. <3
    -Mari / Panda Vermelho

Deixe um comentário